quarta-feira, 25 de maio de 2016

Voltando!

Na minha ultima postagem eu disse que passaria por uma cirurgia e passei. Um mês internado, recuperação complicada, mas sobrevivi a essa primeira etapa. Pensei muito antes de escrever sobre essas complicações da minha vida, mas meu blog é terapêutico mesmo, então se meus números de visitas caírem, vou entender.
Pão de Mel - Mais conhecido por Mel :)
O câncer foi confirmado e logo começo a quimioterapia, mas estou tranquilo. Claro que chorei, fiquei mal e que tem dias que a depressão bate forte, mas procuro levantar cada vez que isso acontece. Eu sei que essa "explicação" é superficial, mas é o máximo que consigo falar do assunto ainda.
Fiquei mais de um mês no hospital. Não é a primeira vez que acontece, só que dessa vez teve um grande diferencial. Todo o tempo, cada minuto do meu dia, eu tive a companhia do meu Urso.
Quando eu acordava, ele estava lá; quando eu dormia, ele estava lá; quando eu ficava triste, ele me acolhia em seu colo e me mimava como se eu fosse criança. Foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida, foi o JP ter ficado tão presente (mesmo que virtualmente) nos meus dias naquele hospital.
Claro que tive a companhia da Amanda e tenho que agradecer a Papai do Céu por minha irmã 9 anos mais nova ser essa pessoa fantástica comigo (mesmo ela tendo um humor de cão). Mas o colo do meu amor foi imprescindível para eu manter a sanidade mental, não ficar deprimido ou mesmo triste e, principalmente, para estreitarmos o relacionamento que nem estava indo tão bem antes.
Acho que hoje, ele me conhece melhor que qualquer pessoa nesse mundo, pois foram tantas coisas ditas, esclarecidas, compartilhadas e desvendadas, que até agora não sei como ele conseguiu entrar tão fortemente em minha cabeça e não sair correndo.
Engraçado o poder que ele tem de fazer planos com alguém que estava recebendo um diagnóstico nada agradável, mas isso me deu forças pra tentar. O João Paulo se tornou meu motivo para seguir em frente e querer viver, mais do que eu já quis algum dia.
Ganhei um ursinho de pelúcia do JP para me fazer companhia nesses dias de hospital e na quimio. Ele chama Mel e acabou ficando com uma personalidade difícil igual a dele... Brincadeiras a parte, amei o presente, a atenção, a força, o carinho, o amor, a dedicação e tantas outras coisas que me foram ofertadas por esse homem. Estou feliz.
Mesmo com um caminho tortuoso a minha frente, sei que ele vai estar do meu lado, me apoiando e até me carregando no colo se precisar. 
Que bom que você faz parte da minha vida JP. Te amo!