sexta-feira, 27 de março de 2015

Erros


Você decide como será seu dia.
Pequenos enganos e mentiras inocentes, quando começam e quando se fazem necessárias?
Quando nossa presença começa a incomodar a pessoa que amamos e nossa necessidade de estar junto começa a ser um fardo?
Pânico de cometer os mesmos erros e chegar ao mesmo resultado!
Como reverter os erros antes que seja tarde demais?
Uma pergunta atrás da outra e sei que não vou ter respostas antes que tudo desabe na minha frente. Sofro por antecedência, pois sou detalhista demais ou sou pirado demais, carente demais, tudo demais... Na verdade, nem eu me aguento.
Noites cada vez mais curtas e dias imensos... A necessidade que sinto da pessoa que amo é praticamente patológica, mas já tentei e não sei amar diferente, não sei sentir diferente... Eu seguro tanto, represo meus sentimentos, seguro minhas atitudes ao máximo, mas quando transborda é como se aquilo atingisse tudo, destruindo as coisas a minha volta! Destruindo a individualidade de quem eu amo, seu tempo, sua vontade de estar comigo, sua necessidade de me ter ao seu lado...

 "Você queima rápido demais!"


Um amigo me disse isso certa vez e eu nunca mais esqueci, porém estou percebendo que não aprendi nada com os meus erros, já que estou cometendo eles novamente!
Hora de respirar fundo e tentar parar de tumultuar! 
Na verdade, hora de começar a bater a cabeça na parede, pois não sei se consigo fazer diferente...