quarta-feira, 5 de agosto de 2015

É Tão Bom Te Pertencer

Nossa, o tempo realmente voa. Por mais que eu conte os dias na folhinha, por mais que eu fique de olho no relógio, o tempo está mesmo passando rápido demais..Há tanto tempo que minha vida é uma montanha russa emocional que eu não estou mesmo acostumado a ser feliz.
No comecinho do mês fez seis meses que estou namorando com meu Lobo Adolescente. Mais novo que eu em idade, porém mais maduro que eu em personalidade. Esses dias ele conversou com minha irmã e concordou com ela quando disse que sou uma criança, emocionalmente falando. Fiquei pensando nisso. Não seria eu a ter que dar segurança a ele? Na verdade, não é o que acontece.
O mais próximo de dar segurança ao meu amor ocorre quando demonstro minha própria insegurança ou minha dependência emocional. Aparentemente ele gosta disso, mas como já me disse, nunca vou ter certeza. A única coisa que sei, é que esse guri me ama de verdade, pois só assim ele aturaria meu lado imaturo, ciumento, dependente e reclamão. Deus, como eu reclamo! 
Sério, tudo me afeta... Se ele fica demorando pra responder minhas mensagens ou se passa muito do horário que ele costuma ficar online... até mesmo quando eu preciso sair e, pra onde vou não tem wifi... Peço desculpas as meninas, mas já cansei de ouvir que sou pior que mulher de TPM.
Só meu Lobo pra ter paciência infinita comigo? Ela é infinita?
Independente das minhas dúvidas, só posso dizer que ando em estado de paixão contínua... tão feliz, que até mesmo quando estou vivenciando minhas neuras mais absurdas, é bom pertencer a esse Lobo.

  Bruno e Marrone - Metade da Metade