segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Lúcido e Louco


Como todo coração apaixonado tenho vontade, gana, desejo, loucura, posse, minha alma mergulha em tuas mãos e eu me transformo em teu. 
Você me arrancou de sentimentos que imaginei maiores do que realmente eram, mostrou que minha capacidade de amar vai além do que eu supunha e me deu sua presença de presente em minha vida.
Eu te amo de forma intensa, eu me jogo, me arrebento, rodopio e acabo te entregando o melhor e o pior de mim. Não sei amar diferente. Foi você que quis assim quando me puxou pra sua vida, quando tomou meu coração pra si e me fez seu.
Sim, sou sua presa, seu caçador, mas antes de tudo sou o homem que te ama.


Meu Coração Não Quer Viver Batendo Devagar

Isabella Taviani





Foi assim que me viu
Uma dor sem graça.
Me vestiu, me despiu.
Me fez ouro e prata.
Um amor que me arrancou pela raiz e me brotou.
Ai, me fez florir.

Foi um breve temporal, inundou meu corpo.
Foi um dócil animal, lúcido e louco.
Me fez ver assombração.
Espremeu meu coração.
Ai, me fez canção.


Há quem diga que ele é o meu fim,
Eu prefiro a vida assim.
Há quem peça pra eu não me apressar.
Mas meu coração não quer viver batendo devagar.
Meu coração não quer viver batendo devagar.
(Iaraiê, Iaraiê, Iaraiê, ila...)

Então foi assim, que me vi tonta de vontade.
O amor transgrediu a invencibilidade.
Golpeou suavemente, nocauteou a minha mente.
Ai, me fez nascente.

Há quem diga que ele é o meu fim,
Eu prefiro a vida assim.
Há quem peça pra eu não me apressar.
Mas meu coração não quer viver batendo devagar.
Meu coração não quer viver batendo devagar.

Me Leva pro seu mundo, teu segundo, teu escuro.
Levo tudo, eu me mudo, vou me aprisionar.
Me leva pro seu mundo, teu segundo, teu escuro.
Levo tudo, eu me mudo, vou me aprisionar.

Mas meu coração não quer viver batendo devagar.
Meu coração não quer viver batendo devagar.
Meu coração não quer...devagar!