segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Parei até com o Post...

"Eu estou aqui porque quero estar aqui e você está aqui pelo mesmo motivo. Essa é a grandiosidade da coisa toda!"
As pessoas entram nas nossas vidas e não sabem o bem que nos fazem. O ruim é que eu me acostumo rápido demais com a presença delas. A gente fica a madrugada toda conversando com quem mal conhece, às vezes até pisca de sono na frente do computador, só pra poder ficar junto mais um pouco ou porque o papo está simplesmente gostoso. Passa um dia, dois... quando vemos essa pessoa faz parte do nosso dia a dia.
Gostaria de contar como algumas atitudes me encantam, mas estou sufocando meus "encantamentos" para poder sobreviver a mais um dia...

Parei! 


Já tinha escrito mais dois parágrafos e quando reli percebi a minha veia patética... ops, "poética" estava muito aflorada hoje. Vou abrir um buraco no chão e me enfiar dentro! Parar de sonhar pode ser uma coisa boa por uns tempos.
Um dia eu aprendo que o amor não é pra mim. Aprendo que gostar das pessoas não significa que elas gostam de mim e que nem tudo que eu leio nas entrelinhas quer dizer o que eu gostaria de estar lendo.
Chega!
Está me fazendo muita falta poder gostar de alguém sem ter vergonha ou medo da rejeição. 
Certo que eu não escolho no palitinho quem são as pessoas que eu tenho afinidades ou aquelas que acabam sendo importantes para mim, mas estou tão cansado...
Não quero mais escrever... Não quero mais me expor... Só queria ficar quieto no meu canto!
Hoje é um daqueles dias que lembro da minha mãe falando que às vezes ela acha que eu deveria terminar o que comecei, só que de forma mais efetiva... Talvez ela tenha razão.