terça-feira, 8 de setembro de 2015

E a Tempestade Chegou!

Não vou mentir, eu sabia que a tempestade estava por vir. Eu disse que conhecia aquele ar de chuva.
Meu mundo desmorona na minha frente mais uma vez, só que agora estou tão cansado, tão exausto que não tenho forças pra me debater. Já implorei o que tinha que implorar. Sei onde errei, em pressionar... sempre querendo respostas que o outro não quer dar.
Meu Lobo foi um gentleman, disse que os pais estão pegando no pé dele por causa do celular, que querem ele mais longe do mundo virtual, mas nada que convença muito.Que se eles descobrirem nossa relação, por causa da diferença de idade, que eu poderia ter problemas... Disse palavras bonitas como "seja feliz".
Nada importa agora...
Não tenho mais motivos para escrever, pelo menos não no momento.
Ele devolveu meu coração quebrado dentro da caixinha que ele tinha tomado para si, a mesma que ele tinha guardado cuidadosamente, embrulhada com promessas que sempre são quebradas.
Nem um fio de esperança, nada ficou. Nunca fica.
Não vou dar razão para minha irmã, mas ela tem sempre a visão mais clara que a minha. De forma direta, ou até distorcida, ela acertou.
Nunca consegui deixar de amar da noite para o dia e sei que não vou aprender a fazer isso agora. Estão por vir longas noites de tempestades...
Apesar de eu me sentir enganado, foi por mim mesmo. Os detalhes, sempre os detalhes... eles estavam ali o tempo todo. O pior cego é aquele que já viu e finge que não viu. Eu quis acreditar na ilusão e fui tão feliz por um tempo, mas em algum lugar a magia quebrou.
Adeus meu Lobo. Você foi uma das pessoas mais importantes da minha vida, pena que não pude ser pra você aquilo que esperava. Te amei de verdade e vou te amar por muito tempo ainda, mas você já escolheu seu caminho. Também espero que você seja feliz.

Não pude te dar um ultimo beijo, porque não queria que fosse o ultimo.