sábado, 5 de abril de 2014

Passeio com Amanda!

Hoje o céu amanheceu tão azul e o sol tão bonito, que me animei de ir na padaria com minha irmã. Não é longe de casa, mas a caminhada pela calçada parece uma coisa difícil de realizar se eu estiver sozinho. Descemos o elevador de mãos dadas, e corajosamente a Amanda me puxou pelo pátio e depois pela para a rua. Ela apertou tanto minha mão, que mesmo que eu quisesse soltar, não conseguiria, Segurou no meu braço como se estivesse apoiando em mim, e fomos.
Meu amuleto da sorte!
A maior parte do tempo olhei para o chão, mas foi bom sentir o vento gelado da manhã, eu um misto de luminosidade e o cheiro do amanhecer. 
Minha menina maluquinha não soltou minha mão nem para pagar a conta. Comprou broa de milho para comemorar nosso passeio e, na volta,  ainda ganhei uma um trevo de 4 folhas (daqueles modificados) que ela achou perto da grade de uma casa que tem varias plantas no quintal. Disse que era para guardar na carteira, pois ia me dar sorte.
Foi um dia diferente. Fiquei feliz por ter aceitado o convite de minha irmã para darmos um pequeno passeio, só eu e ela.
Queria ter contado isso para o Samuel, mas quando pensei em deixar mensagem para ele ler mais tarde, levei bronca porque ele estava na casa da tia e, apesar de ter wifi, eles estavam conversando. Em outras oportunidades ele simplesmente deixaria o alarme no silencioso para não atrapalhar, mas deve estar acontecendo alguma coisa errado esses dias, pois ele está distante.
Desculpa se causei algum problema, meu anjo. Não foi intencional.