domingo, 20 de outubro de 2013

Atenção!!

Ele começou a me dar tanta atenção... Ficamos trocando mensagens pelo Tumblr por um tempo. Até que ele teve a feliz ideia de perguntar se eu tinha Skype. Não tenho, nem sei como funciona e acho que não quero ter... novidades me assustam ainda.

Meu problema não é com a tecnologia, pois na verdade, ela tem me ajudado muito. Meu problema é dar um passo de cada vez com as pessoas que eu não conheço.


Tenho ataque de pânico quando o telefone toca e o número é desconhecido ou quando o interfone toca fora do horário de costume. Qualquer alteração me deixa com o coração dando saltos e a respiração difícil.

Meus pais são separados e minha irmã mais nova (ela tem a idade de Wise) morava com o meu pai e minha madrasta. Ela veio morar com a gente, com a desculpa da escola ser mais perto, mas eu sei que a responsabilidade que colocaram nas costas dela é, na verdade, muito grande.

Eu "cuido" dela porque faço o almoço ou lavo a roupa? Na verdade, ela vive grudada no celular para ligar para o pai ou para a minha vizinha/amiga se alguma coisa errada acontecer comigo. Trabalho no período da manhã, mas só vou porque meu pai passa para me buscar. Fico lá, até atendo uns clientes que já conheço, mas passo parte do tempo no estoque (é mais seguro e confortável). Poderia trabalhar com minha mãe (dando banho em cachorro na clínica dela), mas nós não nos damos muito bem quando ficamos muito tempo juntos.

Enfim, aprendi a sorrir nas fotos para dar a impressão que estou bem. Poucos reparam na verdadeira expressão dos meus olhos. Como alguém que eu conheci a pouco tempo falou, não gosto de mentiras, mas aprendi a mentir para algumas pessoas por necessidade (foi algo assim).

Então, depois de um parto, instalei o Skype, mas só para falar com o Wise. Isso foi um pouco antes do dia das crianças...