terça-feira, 29 de outubro de 2013

Gato Mau

Muitas vezes eu brincava com meu gatinho, chamando-o de "gato mau" quando ele falava alguma coisa boba. Nessas horas ele me chamava de "idiota" ou de "tio", mas eu sempre achei graça e, acredite, até carinhoso. Era uma brincadeira nossa... ou é, não sei.

Pensei que o Wise não conversaria mais comigo. Deixei de seguir o Tumblr dele na tentativa de me desconectar, troquei o ícon, coloquei uma imagem de fundo na minha página e não rebloguei nada para ele nesses últimos dias.

Estou tentando voltar minha cabeça para outras coisas, como os problemas da Clara, da Amanda, as conversas de meu pai e principalmente as minhas fantasias para o Luka, mas quase tudo parece em vão..

Ontem ele entrou no Skipe, conversou normal, falando das aulas de violão e canto que ele vai passar a fazer. Já tem mês que ele fala dessas aulas e estou feliz que ele tenha conseguido. Acho que só eu estive envolvido no sentimento de ter alguém que se importava comigo no mundo virtual. Sei que ele gosta de conversar comigo, principalmente porque dou atenção ao que ele fala... escreve, mas é só.

Nunca perguntei o nome dos pais dele, do irmão, nome de cidade ou detalhes que pudessem dizer que eu estava sondando o "garotinho", mas sinto falta de saber sua altura, ouvir sua voz ou ver uma postagem pra mim em sua página. Assim já está difícil... 

Bem, ontem ele pediu para eu ouvir essa música e prestar atenção na letra. Do jeito que ele é, não sei dizer se ele só gosta da música ou se foi um recado, daqueles que a letra se encaixa exatamente naquilo que você está vivendo  ou quer dizer para a outra pessoa.

Se foi intencional ou não, só sei dizer que doeu profundamente, tirando a "pele" fina de cima do machucado que mal parou de sangrar. Ele só não acabou com meu dia, porque o Luka conversou comigo no Skipe um pouco, mas menti para ele quando disse que estava bem e que ainda estava mantendo a promessa de não chorar mais por causa do Wise.

Avril Lavigne - Darlin