terça-feira, 4 de março de 2014

Desespero

Eu sou tão patético, que no mínimo devo ser motivo de muita risada para algumas pessoas.
Ontem a tarde fui mandar mais uma das minhas inúmeras mensagens ao meu amor e... meu coração quase parou!
Diferente de tudo que eu poderia ter imaginado do Pedro me dizer para me dispensar (pois eu já estava percebendo os sintomas...) ele fez algo que me surpreendeu. Simplesmente, assim sem aviso nenhum, fui bloqueado da conta do Twitter dele, por onde mantínhamos contato.
Sem nenhuma explicação, sem adeus, sem briga ou qualquer coisa diferente, simplesmente fui deletado...
Chorei muito, mandei mensagens pelo Skype implorando uma explicação, mas nada de resposta. Na verdade, nem sei se algum dia ele vai ler alguma dessas coisas que estão no Skype...
Sou tão descartável, que foi muito simples me abandonar: dois cliques...
Não quero acreditar que meu menino era só um garoto cruel, que estava brincando comigo e só cansou...
Depois de tanto tempo, senti uma tremenda vontade de acabar com essa existência patética, que só sabe mesmo atrapalhar a vida das pessoas que estão a minha volta. 

Revolta


Em meio a tanta tristeza que tem no meu coração, está nascendo uma revolta que nunca senti antes. Não tenho raiva do Pedro, ele ainda é o meu amor, mas estou ficando com tanta raiva de mim mesmo...
Como posso gostar de alguém que não conheço de forma tão fácil, virar minha vida de ponta cabeça e mesmo assim não estar arrependido?
Se sou vítima de alguma coisa, é das minhas próprias atitudes. Acreditar que alguém pode gostar de mim sem me conhecer... Na verdade, é mais fácil gostar de mim sem me conhecer.
Eu quis muito acreditar, tanto que fingi não notar os velhos sintomas. Fechei os olhos e continuei caminhando em direção ao meu sonho. 
O Pedro se tornou rapidamente a minha vontade de querer viver. Um luz intensa que poderia guiar o meu caminho para fora da escuridão, mas foi só ilusão?
Ainda não quero acreditar que não foi de verdade.

Minha Luz


Ele é um garoto tão lindo e tão maravilhoso, que é impossível ter feito isso só por maldade. Deve ter tido um motivo forte para me bloquear, tipo o bipe tocando em horas impróprias e ele ter bloqueado para não ter problemas futuros com a família.
"Não, seria só colocar o celular no silencioso"
 Ele não deve estar bem e precisa de um tempo sozinho, então isso tudo não passa de um mal entendido.
"Acorda Gaby, se ele fez isso, não passa de um garoto egoísta."
Ele não ia mentir que me amava, dizer que viria me ver, que estaria sempre ao meu lado, me pedir em casamento e comprar alianças só para brincar. Meu Pedro não é assim.
"Que Pedro? O verdadeiro, que você não conhece ou esse ai que você idealizou?"
Ele não faria isso sem um bom motivo.
"Ele teve um bom motivo, pois você é pegajoso e insistente demais. Falar a verdade, quem aguenta tanta encheção de saco? O cara disse que tem 17 anos (parece mais novo) e nessa idade ele pode ser completamente inconsequente. Nem vai se dar conta que você é uma aberração suicida e que não deveria agir assim. Se você se matar, garanto que ele não vai sentir sua falta. Vai ser só mais um que vai sentir alívio por você não estar por perto."
É melhor eu parar de ouvir essa minha voz interior maluca, pois isso nunca me leva a coisas boas.
O Pedro, mesmo que seja tão surtado quanto eu, é um rapaz bom. Pode ter percebido que sou complicado demais pra ele e não ter conseguido lidar bem com a situação, mas ele não é uma pessoa má ou cruel.
Estou magoado, mas não posso ter raiva de uma pessoa que amo tanto.

Desespero


Já conheço o caminho. Estou desesperado com tudo isso! Vou chorar, me debater, surtar, mas nada vai mudar... Isso é que dói. Sempre fico impotente diante das situações e só me resta sofrer.
Quero uma explicação, por mais boba ou cretina que seja. Quero pelo menos um adeus.. Não mereço pelo menos isso?! Sou tão desprezível que não mereço ao menos um adeus?!
Eu só queria sumir! Acabar com tudo isso de uma vez...