terça-feira, 25 de março de 2014

Desfecho?

O ser humano é o bicho mais estranho que tem. Estava apreensivo em falar com o Pedro. Meu dia foi péssimo, pois imaginei tanta coisa, tantos caminhos, tantos porquês e de repente... nada.
Ele me seguiu no Twitter, eu segui ele... coração estava pulando, mas... o Pedro me ama, serei sempre importante, mas ele só queria meu perdão pelo o que me fez. Sem: "pelo amor de Deus volta pra mim, me dá outra chance, vou fazer diferente, vou te fazer feliz..." ou coisas desse tipo.
Eu chorei, me descabelei, implorei, me expus, virei do avesso, revirei minha alma por esse garoto, mas a única coisa que tive dele foi um: "Eu não te mereço, mas se precisar de mim, estou aqui."
Eu tinha esquecido que o Pedro é mais diva do que eu! Mesmo que ele esteja sendo sincero, sofri tanto que esperava mais. 
Descobri que não quero amor pela metade. Não quero implorar atenção e só correr atrás... Sou exagerado, romântico, carente... Quero alguém que precise de mim, do meu "bom dia", que queira me conquistar um pouquinho por dia, todo dia e que não sinta vergonha de dizer que gosta de mim.
O Pedro ficava irritado e me dava um "tchau". Sumia e me deixava falando sozinho... 
Brigue comigo, xingue, fale um monte de besteira porque está nervoso, debata, esgote os argumentos e faça as pazes, mas não me vire as costas ou desligue o meio de comunicação que temos no momento. Esse tipo de atitude me faz muito mal. Tenho ataque de ansiedade (pode chamar de piti), choro, perco o sono, vomito, me ataca dor de cabeça... Daí no outro dia a pessoa vem com um "oi"?!!!!
Sim, eu esperava mais, mas o mais não aconteceu.
Agora é seguir em frente.